Morcego é importante na natureza

Morcego é importante na natureza

No Estado do Texas, nos Estados Unidos, o morcego se tornou um aliado dos fazendeiros e agricultores que contam com esse mamífero para acabar com insetos e pestes, enfatiza o pesquisador da Unesp de Botucatu Wilson Ueda. Segundo ele, das 180 espécies de morcegos existentes no Brasil, só três se alimentam de sangue. A grande maioria se alimentam de insetos, flores ou sementes.

Nas áreas degradadas o trabalho do morcego é muito importante. “Eles se alimentam de insetos e fazem o controle dessa população, especialmente dos insetos que são considerados pragas na agricultura. Uma das maiores pragas das plantações de milho e soja são as mariposas. No Texas, elas são controladas pelos morcegos. Os agricultores e fazendeiros de lá economizam milhões de dólares com isso.”

As mariposas, insetos noturnos ao contrário das borboletas que são insetos diurnos, saem nos finais de tarde para se acasalar e os morcegos, mamíferos de hábitos noturnos, caçam e comem as mariposas. Lá os morcegos vivem naturalmente em suas colônias. Segundo especialistas, 100 milhões de morcegos vivem no centro do Texas.

Os morcegos também atuam na dispersões de sementes. “Em 2012 publicamos um livro sobre plantas e morcegos. Fizemos um levantamento de mais de 500 espécies de plantas que dependem dos morcegos com a dispersão de sementes ou para a polinização de suas flores. Isso só pensando na América Latina, não no resto do mundo.”

Na cidade de Austin, no Texas, a revoada de morcegos se tornou atração turística e o ecoturismo está faturando em cima dos morcegos. Após a população resistir passou a ser mais receptiva ao animal, que se tornou uma espécie de mascote texano. A colônia urbana de morcegos, cerca de 1,5 milhões de animais fica debaixo de uma ponte.

O pesquisador ressalta que a imagem do morcego é usada para amedrontar e em função disso, a maioria das pessoas se sente ameaçada pelo mamífero. “Porque sua imagem está ligada ao vampiro. Os filmes de Hollywood fazem propaganda ‘negativa’ dos morcegos. Sua imagem está associada aos monstros, aos filmes de terror e ao sobrenatural. Nos filmes a asa do morcego é usada para causar medo nas pessoas. Nunca se usa as asas de pássaros. Tem muita gente que só de ver um morcego voando fica apavorado.”

Ueda lembra que o animal sadio tem vida longa. “A expectativa de vida do morcego varia de 20 a 30 anos. Se ele está doente, com raiva por exemplo, ele morre rápido como qualquer outro animal. Como os demais animais, o morcego ataca quando se sente ameaçado, assim como o cão ou gato. A diferença é que quando você é mordido por um cão, o dono pode comprovar que ele está vacinado. No caso do morcego, a pessoa toma vacina, não tem outra alternativa, porque não se sabe se ele está doente ou não.”

O pesquisador explica que o cão, por exemplo, só vai morder se ele tiver ameaçado, defendendo o território dele ou sua prole. “Os morcegos que comem insetos e frutos só mordem alguém se sentir ameaçado. Se uma pessoa pegá-lo na mão sem que ela esteja protegida corre o risco de levar uma mordida que causa ferimento. Se o animal estiver com raiva há chance da doença ser transmitida, especialmente se houver uma lesão,” afirma o especialista.

Fonte: http://www.jcnet.com.br/Regional/2016/04/morcego-e-importante-na-natureza.html

Deixe seu comentário

- 1 = 2