As doenças transmitidas por pombos devem ser levadas a sério

Doenças Transmitidas Por Pombos

Os pombos são tão presentes em nosso dia-a-dia, que acabam fazendo parte do nosso cenário urbano. Parecem, em primeiro momento, inofensivos, mas as aparências enganam. Estas aves transmitem diversas doenças que podem levar até à morte.

As grandes cidades são o cenário ideal para que as aves se reproduzam, já que elas têm como habitat locais com restos de comida e grãos. Além disso, restos de lixo também acabam sendo uma abundante fonte de alimento para os pombos.

Nesta matéria, nossa preocupação principal é trazer a você, leitor, quais as doenças que os pombos transmitem, até para que seja mais fácil saber como nos protegermos delas.

As doenças transmitidas pelos pombos

  1. Criptococose: esta é a principal doença transmitida pelas aves. Sua transmissão ocorre através da inalação de fungos presentes nas fezes do animal. A criptococose ataca o pulmão, podendo chegar até o sistema nervoso central. Os sintomas são: dor de cabeça, sonolência e febre. Em alguns casos, a doença pode evoluir e causar meningite. Aproximadamente, 30% das pessoas infectadas morrem.

  2. Histoplasmose: esta é outra doença transmitida pelo fungo presente nas fezes dos pombos. Ela dá origem a uma micose que pode ser tão profunda que atinge até os órgãos internos.

  3. Salmonelose: parecida com uma intoxicação alimentar essa doença é transmitida principalmente por carne contaminada. Os sintomas são diarreia e dores abdominais.

  4. Dermatites: além destas doenças já conhecidas, os pombos podem carregar em suas asas micro-organismos que causam dermatites. Os sintomas são coceiras e infecções, que podem evoluir para alergias que afetam o sistema respiratório.

Como evitar as doenças transmitidas por pombos?

Não criar ambientes propícios para a proliferação das aves é o primeiro passo para evitar as doenças transmitidas por elas. Manter forros e telhados fechados também ajuda, impedindo que o animal possa fazer seus ninhos.

Usar sistemas que afastam os pombos de casa, de forma inteligente e não invasiva, também é uma ótima solução. Para isso, solicite um orçamento sem compromisso com a Insetan.

Fonte: Osasco Notícias

Por que as aranhas não ficam presas em suas teias?

Por que as aranhas não ficam presas em suas teias?

Muitas pessoas já devem ter se perguntado como as aranhas não ficam presas em suas próprias teias. A resposta para essa pergunta é simples: a aranha conhece sua teia melhor do que ninguém e é esperta o suficiente para não cair na própria armadilha.

Se você não suporta aranhas, que tal fazer um orçamento sem compromisso com a melhor dedetizadora de Minas Gerais? Clique aqui.

Mas como as aranhas fazem sua teia?

No momento de construir uma nova teia, a aranha reveste todos os fios na forma de um aspiral com uma cola especial. Contudo, ela tem o cuidado de deixar alguns espaços secos para que ela possa se apoiar. Com isso, notamos que as aranhas deixam os fios do raio e da moldura da teia sem cola, pois é exatamente nessas áreas que ela vai se movimentar com todo o cuidado.

As aranhas também não ficam presas em suas teias porque apresentam unhas finas e muito delicadas. O aspecto das unhas ajuda a aranha a se equilibrar na teia, sem encostar na parte grudenta.

Sim, por vezes uma aranha pode acabar grudada em sua própria armadilha

Mesmo com todos os cuidados, às vezes as aranhas acabam sim presas em suas próprias armadilhas, mas nesses casos elas conseguem se desgrudar.


De uma forma geral, as teias de aranhas que apresentam a característica grudenta têm o formato espiralado. A teia da aranha é um refúgio e uma estrutura para abrigar os casulos do inseto.

Então, a resposta para a pergunta inicial é que a aranha não se prende na sua teia porque é capaz de distinguir os fios secos e ainda consegue produzir uma secreção que a protege da cola natural que fica sobre os fios de seda.

Produzido com informações do Site de Curiosidades

Fui picado por uma aranha, o que devo fazer?

Picada de aranha: o que f

Veja o como proceder em caso de picada de Aranha.

Existem diversos animais que circundam a nossa casa, e muitas vezes bem pequenininhos que a gente nem se dá conta, mas não sabemos inclusive o quanto eles são perigosos, como por exemplo as aranhas, quando da picada de aranha, tanto a aranha marrom e a viúva negra, que são consideradas as menores aranhas do mundo e as mais perigosas, a medida de ambos os tipos ficam em torno de 12 mm a 3 cm e é capaz de se reproduzir rapidamente.

Estas espécies de aranha possuem seis olhos que são bem próximos e uma coloração bastante acentuada de preto ou marrom castanho, devido a isso surgiram seus nomes. Elas possuem seus pelos curtos e escassos e os machos tem o corpo mais delgado e apresentam com isso patas mais largas que as fêmeas, podendo viver inclusive cerca de cinco anos e podem se reproduzir mais de sete vezes no ano botando mais de dois mil ovos.

Essas aranhas não são agressivas e só reagem assim quando se sentirem ameaçadas e causam a picada quando são pressionadas contra o seu corpo, porém tanto o macho quanto as fêmeas tem suas picadas bastante perigosas causando diversos males para nós.

A picada de aranha e os seus sintomas

A picada de aranha é praticamente indolor e somente a partir de  12 a 24 horas depois é que sentimos os efeitos como inchaço, bolhas no local, morte do tecido, dor no local. Se por acaso deixarmos o tempo passar e não aplicar antídoto outros sintomas podem aparecer, como sensação de boca seca, urina escura e também sonolência, em alguns casos bastante raros podem ocorrer anemia hemolítica com a destruição das hemácias e até mesmo a coagulação do sangue.

Podem também em alguns casos ocorrerem hemorragias de grau leve a grave em consequência a insuficiência renal, anemia aguda e também morte.

Por estes motivos é muito importante que seja aplicado os antídotos o mais rápido possível para que não existam sequelas no corpo e assim se sentir os sintomas ou perceberem uma picada de aranha basta se dirigir até o hospital para tomar um antídoto.

Estes tipos de aranhas são os mais perigosos e ambas são originárias em lugares de climas quentes, secos e também escuros onde existem grandes quantidades de moscas. Diversas vezes é possível as encontrar no banheiro e nos exteriores de casa.

Já no caso da viúva negra a aranha se identifica através de uma marca vermelha na barriga. E a sua picada é semelhante a de um inseto podendo mesmo nem se sentir. Primeiramente é possível perceber apenas um inchaço ligeiro e também o aparecimento de manchas vermelhas. Depois de algumas horas será possível perceber uma dor intensa e uma situação de sonolência, além também fraqueza.

As únicas medidas de primeiros socorros que são eficaz para uma picada de aranha é cobrir com um cubo de gelo a picada para reduzir a dor. Os menores de 16 anos e maiores de 60 devem ser hospitalizados para receberem este tratamento e no caso de envenenamento grave é utilizado um antídoto que irá neutralizar os efeitos das toxinas.

Além disso é possível que sejam realizadas necessárias outras medidas para tratamentos, especialmente se ocorrerem dificuldades respiratórias, pressão alta, entre outros. Em alguns casos simples é possível diminuir a dor com banhos quentes. Caos mais graves podem requerer até mesmo analgésicos opiáceos.

Para não correr riscos de picada de aranha, previnir é sempre o melhor caminho. Por isso, que tal solicitar um orçamento gratuito para dedetizar sua residência? Basta clicar aqui.
 
Conteúdo produzido com informações de Mestre das Dicas.  

Biólogo ajuda a identificar quais são as aranhas mais perigosas à saúde

Quais aranhas são perigosas?

Em uma matéria exibida no programa É de Casa, da Rede Globo, o biólogo Cláudio Machado apresentou 5 espécies distintas de aranha e explicou quais podem representar riscos à saúde.

Nem todo mundo sabe, mas a picada de alguns aracnídeos representam sério risco e podem até mesmo levar à óbito.

Quais aranhas são mais perigosas?

As mais perigosas são: a aranha-de-jardim, a caranguejeira, a armadeira, a viúva-negra e a aranha-marrom.

Assista, aqui, a matéria completa e aprenda de uma vez por todas quais espécies desses animais você deve evitar.

Para ficar livre das aranhas, faça um orçamento com nossos especialistas.

O que atrai os ratos para dentro de nossa casa?

Ratos: o que levam eles até sua casa?

Ninguém gosta de conviver com ratos dentro de casa. Além de incômodos, eles destroem objetos e alimentos e o pior: eles transmitem graves doenças trazendo prejuízos para a saúde de todos que moram na residência infestada. Por isso, é importante pensar em como implementar um controle, ainda que mínimo, para manter o perigo o mais longe possível.

Mas afinal, o que atrai ratos para nossas casa?

Muitas vezes, o convite para que as pragas urbanas invadam nossa casa pode vir dos próprios moradores. Sim, o resultado de alguns dos nossos hábitos pode atrair os ratos.

Um desses hábitos pode ser o modo como tratamos a lixeira. Quando ela está mal vedada, as sacolas com restos ficam abertas ou mal fechadas, o cheiro que exala vai chamar a atenção dos animais.

Outro hábito é o de não guardar a ração dos pets durante a noite. Recolha-os quando seu animal de estimação não esteja se alimentando.

A falta de dedetização regular também contribui para uma infestação.

Para cuidar de problemas com ratos e também com outras pragas, procure uma dedetizadora que tenha uma equipe qualificada, utilize métodos e produtos seguros e que também conte com boas certificações, como a Insetan.

Para um orçamento sem compromisso, clique aqui.

Baratas transmitem COVID-19 e outras doenças: verdade ou mito?

Baratas trasmitem COVID-19 e outras doenças: verdade ou mito?

Que baratas transmitem doenças, todo mundo sabe. Não é por menos que elas são animais abominados pela maioria das pessoas. Por viverem em esgotos, lixeiras e vários tipos de dejetos, podem representar um grande perigo em casa.

Confira nesse artigo tudo o que você precisa saber sobre baratas e transmissão de doenças.

Baratas e as formas de transmissão de doenças

As baratas, ao transitarem por locais contaminados, podem trazer toda essa contaminação para dentro de casa.  Seus hábitos alimentares e suas maneiras de locomoção, as fazem carregar em si uma série de organismos patogênicos (vírus, bactérias, etc.), prejudiciais a vida humana. Esses patógenos, muitas vezes, se encontram nas patas das baratas, local geralmente repleto de micro-organismos. Assim, na medida que, por exemplo, esses insetos transitam em alimentos, os patógenos são transferidos para o ambiente doméstico e podem se transformar em um problema de saúde.  Além de alimentos, outros focos de contaminação importantes são os objetos e utensílios domésticos usados no dia a dia. Por isso, todo cuidado é pouco

Outros problemas causados por baratas que transmitem doenças

Os problemas causados por baratas vão além das questões de saúde. Elas, por exemplo, são capazes de liberar um odor característico que pode impregnar os alimentos, deixando-os com um cheiro ruim, o que não é nada agradável.

Principais doenças transmitidas pelas batatas

Em tese, basta que a barata tenha contato com um patógeno e carregue-o em seu corpo para que ela, potencialmente, possa ser agente transmissor de doença. Nesse sentido, até a COVID-19 pode ser uma preocupação.

Algumas doenças, no entanto, são mais comumente transmitidas. São elas:

  1. Febre tifoide
  2. Conjuntivite
  3. Pneumonia

Prevenção

Se você encontrou baratas em casa, o primeiro passo para amenizar o problema é embalar alimentos, guardá-los e vedá-los devidamente. Vale também deixar a lixeira muito bem tampada e o mais longe possível do interior da casa. Vale, ainda, conferir aqui 5 dicas incríveis que nossos especialistas prepararam para ajudar você a evitar esses animais.

O próximo passo é providenciar uma dedetização profissional. Fuja das soluções caseiras, já que além de mascarar e não resolver o problema, ela pode trazer prejuízos para os moradores da residência, especialmente crianças, idosos e pets.

Ao escolher uma dedetizadora, no entanto, é importante que você tome alguns cuidados. Procure saber se é ela é confiável, se conta com uma equipe qualificada, produtos liberados pelo Ministério da Saúde e quais são suas certificações. Do contrário, em vez de solução, você poderá estar trazendo problemas para sua família.

Precisando de contratar uma empresa de confiança, conte sempre com a Insetan, a maior e mais tradicional dedetizadora de Minas Gerais.

Para um orçamento sem compromisso, acesse https://www.dedetizacaoinsetan.com.br/servicos-em-dedetizacao/dedetizacao-de-baratas-como-acabar-com-baratas/

Conteúdo atualizado em 14/02/2022

Naftalina pode matar baratas?

Nafitalina pode matar barata?

Você provavelmente deve se lembrar daquelas bolinhas brancas, bastante utilizadas há alguns anos com o intuito de repelir insetos. Muita gente acredita, no entanto, que a substância seja útil para matar baratas e traças, mas será que este produto, que lembra muita gente das casas das avós, pode realmente acabar com estas pragas?

A Naftalina é o nome comercial dado ao Naftaleno, substância química capaz de sublimar (ou seja, passa direto do estado sólido para o gasoso). O Naftaleno não é capaz de matar baratas ou traças, mas apenas mantê-los longe. O cheiro que é liberado quando a naftalina está se tornando gás incomoda bastante os insetos e faz com que eles se afastem de locais próximos ao foco daquele aroma.

Por que a naftalina entrou em desuso?

O produto caiu em desuso há algum tempo devido aos riscos de intoxicação aos seres humanos, especialmente às crianças, que podem, facilmente, confundir o produto com uma bala e ingerí-la. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o produto não seja utilizado, por ser um possível cancerígeno. Mesmo assim, seu uso não é proibido no Brasil. Os danos causados pela ingestão ou pela inalação contínua desta substância podem ser bastante graves e, por isso, não é a melhor opção para evitar que alguns insetos estejam próximos.

Dentre os sintomas mais frequentes da intoxicação por naftaleno estão: dores de cabeça fortes, confusão mental, lesões no fígado e nos rins, irritação nos olhos, na pele e no aparelho respiratório, dentre outros. Em caso de ingestão, que pode provocar vômitos, diarreia e convulsões, procure atendimento médico imediatamente. E para acabar de vez com as baratas, melhor solicitar um orçamento gratuito para a Insetan. É só clicar aqui.

Conteudo atualizado em 8 de janeiro de 2022

Formigas domésticas: tudo o que você precisa saber para acabar com elas

close up of an ant on white background DR898PQ

Encontradas no interior das residências, as formigas domésticas aproveitam os locais favoráveis, existentes nas edificações, para construir seus ninhos. A preferência por pequenos orifícios nas paredes e rejuntes, conduítes elétricos, motores, frestas diversas em portas e móveis dificulta a localização de seus ninhos.

Reprodução das formigas domésticas

A maioria das formigas domésticas possuem mais de uma rainha em seus ninhos, sendo chamadas de Poligínicas. Podem se reproduzir através de voo nupcial (revoadas de enxameamento) ou por fragmentação da colônia. Possuem um comportamento agressivo com outras espécies fazendo com que, na maioria das vezes, ocorra apenas uma espécie dentro de uma edificação.

A facilidade de alterar o ninho de local é um dificultador no controle desse inseto.

Principais problemas causados por formigas

O incômodo causado pela ação das formigas não é o único problema quando falamos de infestações de formigas. Sua ação também pode causar danos em equipamentos eletrônicos.

O maior problema relacionado a infestação de formigas é a veiculação de microorganismos (vírus, fungos, bactérias, protozoários) causadores de várias enfermidades

O que fazer para acabar com esta praga

Na internet há muitas receitas caseiras para acabar com formigas, mas normalmente elas são pouco eficazes. Produtos vendidos em supermercados e em comércios especializados, além de nem sempre resolverem de fato o problema (pela dificuldade agir nos ninhos da formiga), ainda geram riscos de intoxicação se não forem adequadamente manipulados. Por isso, a melhor solução é sempre contratar uma empresa qualificada.

A Insetan, por exemplo, além de ser a maior e mais tradicional empresa de dedetização de Minas Gerais, possui equipe multidisciplinar altamente qualificada, além de utilizar tecnologias e insumos de ponta. E por tudo isso você paga um preço bem menor do que imagina.

Quer saber quanto custa a dedetização contra formigas? Entre em contato pelo nosso formulário e solicite seu orçamento gratuitamente.

Controle eletromagnético é a nova solução da Insetan contra pombos

Os pombos realmente trazem um incômodo muito grande para as pessoas na cidade. A espécie Columba livia, popularmente conhecida como “pombo-doméstico”, é a que vive tranquilamente entre os humanos. Ela busca abrigo nas grandes estruturas urbanas, alimentando-se de restos de comida, migalhas e resíduos espalhados pelo chão. Você provavelmente já deve ter visto alguma cena de filme em que alguém está numa praça alimentando o pássaro. Isso mostra o quanto eles são cômodos entre nós.
Os pombos gostam de construir seus ninhos em lugares protegidos de chuvas e ventos, alguns dos locais mais habitados por eles são: telhados, parapeitos de janelas, galpões entre outras estruturas. É comum vermos as pessoas no metrô ou praças olhando para cima quando se deparam com os pombos, afinal, eles são famosos por eliminarem suas fezes em cima dos outros. Uma das razões para sempre fugirmos deles.
Doenças causadas pelos pombos
Além de se reproduzirem altamente, o que gera o aumento destes animais no ambiente urbano, os pombos, alimentam-se de muitas coisas espalhadas pela cidade. Isto, causa mais incômodo ainda pela sujeira e doenças que trazem com suas fezes. Algumas das moléstias que eles causam são:
– Histoplasmose: Contaminação pela inalação do fungo Histoplasma capsulatum, desenvolvido principalmente por fezes de pássaros. Ela causa infeção do sistema respiratório, pulmão, sistema gastrointestinal e nervoso central.
-Salmonella: Bactéria também transmitida pelas fezes de animais em contato com algum alimento. A Salmonella typhimurium causa infecção nos sistema digestivo, provocando dores abdominais, diarréias, febre, vômitos entre outros sintomas relacionados ao intestino.
-Criptococose: Causada pelo fungo Cryptococcus neoformans, por atacar o pulmão pode ser confundida com a tuberculose. A infecção se dá pela inalação dos fungos presentes fezes de aves e compromete o sistema respiratório.
Apresentando algum sintoma de dificuldade no funcionamento dos sistemas respiratório e digestivo é importante procurar um médico, para que ele te examine e dê um diagnóstico. E é essencial lembrar de sempre ter cuidado ao fazer a limpeza dos locais onde os pombos estão, utilizando máscaras e todo o equipamento de segurança para a sua saúde. Bem como, a higienização adequada dos alimentos.
PIGEONS OUT: Sistema anti-pombos
Para cuidar da sua saúde e se ver livre dessas aves transmissoras de doenças, a Insetan, oferece um sistema tecnológico que vem sendo sucesso no combate de pombos. Em residências, comércios, indústrias e outras estruturas, o Controle Eletromagnético, traz um Sistema de Controle de Pombos PIGEONS OUT. Ele é capaz de reduzir em até 100 % a presença de pombos em qualquer um desses lugares.
Como funciona?
– O Controle Eletromagnético é instalado no telhado e em pontos estratégicos com processo rápido limpo e seguro.
– Depois de instalado, ele produz um campo eletromagnético, exclusivo para pombos que impede que eles pousem onde o equipamento estiver.
– Este sistema não causa interferências em equipamentos eletrônicos e NÃO É VENENO.
– O campo eletromagnético, só espanta os pombos e impedem que eles pouse, mantendo eles longe da residência. Ele não causa danos para as aves.
– O PIGEONS OUT é ecologicamente correto e além de não causar danos ambientais ele é viável e econômico, tendo baixo consumo de energia.
O que está esperando para mandar os pombos para bem longe? Entre em contato com a Insetan e saiba mais sobre este sistema tecnológico.