Estariam as moscas tramando alguma coisa?

Estariam as moscas tramando alguma coisa?

Parece até conversa de quem fica um tempão sem fazer nada, olhando os mosquitos passarem. Quem nunca escutou essa conversa? Quem também nunca se pegou observando uma mosca em um momento de ócio? Bom, se você é muito ocupado e nunca percebeu, nós contamos para você.
Muitas vezes as moscas esfregam as duas patas, e não ache que elas estejam tramando um plano para roubar seu almoço ou para te infernizar. (Elas sequer precisam planejar isso).

 

Estes insetos podem até parecer que não são muito preocupados com as boas maneiras, mas ao esfregarem elas estão se protegendo. Conhecidas por sua capacidade de transportar microorganismos e por serem transmissoras de doenças, as moscas não podem ser acusadas de não cuidar da própria higiene.

 

Uma prova disso é o hábito de esfregar as patas dianteiras quando não estão voando. Algo que nós, seres humanos, nem sempre levamos a sério.

 

Segundo o professor-doutor Luciano Mendes Castanho, da Faculdade de Ciências Biológicas da PUC-SP, as moscas (assim como diversos outros insetos) têm estruturas semelhantes a espinhos nas patas anteriores, que ficam em forma de “V” em relação ao membro e servem para limpeza dos pelos corporais. “Funcionam como pentes”, diz Castanho.

 

Para se manterem limpas, as moscas utilizam as patas centrais e traseiras para limpar o corpo. Depois, usam as duas patas da frente para tirar a sujeira das demais. Por fim, esfregam os membros anteriores um no outro, para concluir o processo, o que, às vezes, ainda exige a ajuda da boca do animal.

Com informações de Terra Educação

Deixe seu comentário

13 - = 9