Casos de dengue continuam a subir em Minas

Mosquito da dengue

A estação do ano mais preocupante para as autoridades de saúde responsáveis pelo combate à dengue já terminou há mais de um mês. Mesmo longe do verão, Minas Gerais continua em alerta com a doença. Uma reportagem publicada no jornal Estado de Minas, no início desse mês, afirma que a epidemia vivenciada pelos mineiros é a mais letal desde 2008. Também não é para menos: a dengue já levou a óbito 49 moradores do estado e o número de pessoas infectadas não para de subir.
Para orientar as pessoas a combaterem o mosquito Aedes Aegypti, a Coordenadora de Zoonoses da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais deu dicas em uma entrevista ao jornal MGTV, da Rede Globo. Além disso, a emissora divulgou também um estudo que revela detalhes sobre os hábitos do mosquito. A pesquisa realizada na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) revela que o Aedes Aegypti possui hábitos diurnos e somente a fêmea da espécie transmite a doença. De acordo com os pesquisadores há horários específicos para os ataques: entre 7h30 e 10h e 15h30 e 19h, pois o mosquito não gosta muito de calor então se esconde nos horários mais quentes do dia. Além disso, por voar em média a 1,20m de altura, a maioria das ocorrências de picadas é detectada na região entre os pés e os joelhos. Os pesquisadores recomendam que as pessoas passem repelente de hora em hora, mesmo se estiverem de calças compridas, pois a picada do Aedes Aegypti atravessa até o grosso tecido das calças jeans.
E você? O que está fazendo para combater a dengue?
Com informações dos sites de notícias Estado de Minas e G1.

O rato dançarino

O que você faz quando vê um rato? Normalmente a tendência da maioria das pessoas – principalmente as mulheres – é se assustar, gritar, correr. Mas os ratos não são assim tão assustadores. Eles podem ser até bonitinhos, como o que aparece nesse vídeo aqui embaixo.

Ao som do famoso hit “I Believe In Miracles”, da banda britânica Hot Chocolate, a animação feita por Michael Loeck faz a gente dar boas risadas desse ratinho trapalhão. Após dançar e rebolar para um pedaço de queijo preso a uma armadilha, o rato não resiste à tentação e, claro, tenta roubar o alimento. Ele até consegue escapar da arapuca, mas não da força de uma vassourada! Pode falar que nesse caso a gente até sente pena do talentoso animalzinho, não é mesmo?

Pragas Urbanas: veja os prejuízos causados pelos cupins

O Jornal da Record que foi ao ar dia 7 de junho, terça-feira passada, mostrou os prejuízos e incômodos causados por pragas como os cupins. O vídeo mostra os estragos feitos em casas e prédios e enfatiza que a melhor forma de prevenir é fazer uma descupinização do local. Acompanhe a matéria: série especial sobre pragas urbanas.