Para salvar o mundo chame as abelhas robóticas

A gente já falou aqui no blog sobre a preocupante situação de extinção das abelhas e como elas são fundamentais para o equilíbrio da vida na Terra. E se você achava que a coisa não era séria, prepare-se para uma nova era de abelhas robóticas.

Calma! Por hora não precisa se assustar totalmente. O vídeo postado acima é, por enquanto, apenas um alerta do Greenpeace. Mas ainda que a ideia de abelhas robô pareça coisa de ficção científica, esse projeto está tomando ares de realidade. Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, são os responsáveis pelo projeto Robobees (abelhas robô, em tradução livre). Inspirados na biologia das abelhas e no comportamento delas na colmeia, cientistas estão desenvolvendo um protótipo de coordenação a distância. A ideia é que esse protótipo possa auxiliar desde a polinização automatizada em campos de cultivo até o mapeamento climático, exploração de locais perigosos e vigilância militar.
Por mais que soe muito estranho vivermos em um mundo de insetos robôs, essa talvez seja uma solução eficaz para evitar o desequilíbrio da fauna e da flora em nosso planeta. Mas a melhor maneira de cuidar da Terra ainda é a prevenção e o cuidado com cada ser vivo que o habita.

Formigas inspiram cientistas na criação de robôs

Elas se movimentam com agilidade, usam todos os membros do corpo para se amparar nas quedas e têm métodos de escavação surpreendentes. Por causa de todas essas características os cientistas têm prestado cada vez mais atenção nas formigas.
Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, têm acompanhado de perto os hábitos das formigas que, segundo eles, podem inspirar a criação futura de robôs para busca e salvamento.
Para entender como as formigas se comportam os cientistas americanos coletaram vários desses insetos no entorno do prédio do Instituto e as colocaram em recipientes com os mais diversos tipos de materiais em vários níveis de umidade.  Com a ajuda de câmeras de alta velocidade e equipamentos de raio-X eles puderam observar com mais detalhes a técnica usada pelas formigas para cavar túneis estáveis e seguros até mesmo em areia solta. Foi possível ver também como elas sobrevivem aos mais diversos tipos de quedas sem se machucar ou morrer.
Veja no vídeo abaixo mais detalhes sobre a pesquisa. Aproveite o tema do post de hoje para ler outras curiosidades sobre as formigas aqui.