As moscas e como se livrar delas

Com a instabilidade do clima e chuvas eventuais, as moscas começam a aparecer nas residências. E, mais que o incômodo e o nojo que elas provocam, devemos nos preocupar com o perigo que elas representam para a nossa saúde. São essas pragas urbanas relacionadas a doenças graves como a cólera e também à transmissão de verminoses como desinteria e salmonelose e parasitas de diversas ordens que podem acometer tanto as pessoas como os animais. As moscas são comuns em vários tipos de ambiente e, com o tempo, acabaram se adaptando ao meio urbano.
As moscas se alimentam de diversos tipos de matéria orgânica, inclusive em decomposição. Elas podem consumir lixo, fezes, restos de comida, excrementos de vários tipos, escarros, açúcares, frutas e alimentos podres em geral. Isso é um fato que coloca nossa saúde em risco, pois uma vez que, por exemplo, uma mosca pousa em fezes e lixo e depois em nosso alimento ou água, ela pode contaminá-las. Nos locais visitados pelas moscas podem restar uma minúscula mancha escura indicando suas fezes, ou uma minúscula mancha clara indicando que ela lançou ali sua saliva.
Elas são muito ativas durante o dia e o controle não é muito fácil exigindo às vezes estratégias diferentes para cada espécie. Para controlar as moscas em sua casa, você pode implementar ações simples como não deixar alimentos expostos, cobrir bem as lixeiras, sempre recolher as fezes dos pets e colocar telas nas janelas. Mas para um controle de pragas completo e realmente eficaz, contrate uma dedetizadora confiável com profissionais qualificados.

Moscas podem ser usadas no tratamento de doenças

Já sabemos que a cada 17 pessoas que morrem no mundo, 1 delas tiveram os insetos como responsáveis pelo óbito. Dentre eles, as moscas estão entre os que mais preocupam as autoridades sanitárias e de saúde no mundo.
Isso, porque elas têm a capacidade de transmitir diversas bactérias a seres humanos e podem “contribuir significativamente para (a proliferação de) doenças em comunidades pobres onde as condições sanitárias são limitadas”, explicou à BBC, o professor David Conway, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres.
As moscas são insetos que se alimentam constantemente, comem de tudo, inclusive fezes de outros animais. No entanto, este comportamento não causa mal a estes insetos, como causaria aos seres humanos. Foi este o motivo que levou os pesquisadores a descobrirem qual processo as moscas realizam para que as bactérias não as prejudiquem e como poderiam se utilizar destes processos para benefício humano.
Eles sequenciaram os genomas de seis moscas fêmeas comuns e os compararam com o da mosca da fruta, a Drosophila melanogaster, para identificar que partes do DNA são exclusivos da mosca comum e poderiam ser estudados mais a fundo.
A equipe descobriu que a mosca comum tinha muito mais genes imunes do que a drosófila. E esses genes eram também bem mais diversificados – possivelmente para oferecer ao inseto proteção contra os diversos patógenos que ele carrega.
Uma equipe da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, procurou saber o motivo pelo qual as moscas são imunes aos organismos causadores de doenças como bactérias, vírus e fungos a que são expostos. Ao detalharem os genes que imunizam estes insetos à estes patógenos
Os cientistas também descobriram o código genético que ajuda a mosca a dissolver dejetos, como fezes.
“Informações a respeito desses genes podem nos ajudar a processar dejetos humanos e a melhorar o meio ambiente”, disseram o cientista Jeff Scott e seus colegas ao periódico Genome Biology.
As moscas são insetos que conseguem percorrer grandes distâncias e frequentam ambientes repletos de bactérias, como lixões, carcaças de animais, etc. Pouco tempo depois, as mesmas moscas podem pousar sobre os alimentos que consumimos e ainda sobre nosso corpo. E quando pousam, estas moscas podem, além de contaminar com as impurezas que carregam em suas patas, ainda eliminar seus próprios dejetos.
Outros perigos
Apesar das moscas serem responsáveis por várias doenças, o inseto que mata mais pessoas, e também é considerado o animal mais perigoso do mundo, é o mosquito. Ele é responsável pela transmissão de doenças como dengue,  febre amarela, malária, etc.
A propósito, a malária é a doença que provoca mais vítimas. Serão mais de 214 milhões de casos registrados neste ano, destes, mais de 472 mil não sobreviverão à doença, segundo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgado na semana passada (10/07/2015).
 
Com informações de BBC Saúde

Estudo de insetos ajuda a desvendar crimes

O nome não é muito familiar, mas se você já assistiu a série americana de televisão “CSI: Crime Scene Investigation” (ou em tradução livre “Investigação da Cena do Crime”) com certeza saberá o que é entomologia forense. Estudar os insetos para solucionar crimes é algo bem comum no seriado – e está se tornando uma nova opção de estudo e carreira no Brasil.
A Universidade de Brasília (UnB) já oferece um mestrado em entomologia forense, além de possuir o Núcleo de Entomologia Forense no Instituto de Ciências Biológicas da universidade. Os núcleos de pesquisa já estão espalhados em todas as regiões do país, ajudando a formar legistas e peritos criminais que têm papel fundamental na investigação de crimes misteriosos.
mosca_varejeira
Essa investigação a partir dos insetos pode ocorrer de várias maneiras. Por exemplo, uma adolescente foi morta em 2007 e seu corpo ficou desaparecido por 45 dias. Para determinar a hora exata de sua morte, a equipe do núcleo da UnB identificou o estágio de desenvolvimento de larvas de moscas. “O olfato das moscas faz com que elas sintam o cheiro de um corpo a 10 quilômetros de distância, depois de 10 minutos da morte”, afirma a bióloga do núcleo Karine Barros-Cordeiro.
Se interessou sobre o assunto? Leia mais sobre entomologia forense clicando aqui.

Arte com moscas


Desenhos e rabiscos sempre encontram sua parte no design, principalmente enquanto se está procurando por idéias para dar andamento a algum projeto. Mas na maioria das vezes, os rabiscos são feitos quando já estamos cansados e queremos matar o tempo. Magnus Muhr deu vida a algumas moscas mortas depois de rabiscar ao redor delas. E o resultado ficou bastante divertido.
A cover da nossa FanPage é, inclusive, uma das imagens feitas por Muhr.
Cliquem no link para ver mais imagens. Aproveitem!
http://abduzeedo.com.br/desenhos-engra%C3%A7ados-de-moscas-de-magnus-muhr