Pergunte ao Especialista: Como acabar com os carrapatos?

Seja bem-vindo à seção “Pergunte ao Especialista”. Aqui você tira todas as suas dúvidas sobre insetos e pragas urbanas. Mande suas perguntas para a gente!

Carrapato

Dúvida:
Tenho uma casa grande que está infestada de carrapatos. Já tive dois cachorros e eles morreram por causa disso. Preciso de um cão de guarda, mas tenho medo que aconteça o mesmo com ele, então queria saber se dedetização é eficaz e com que frequência devo fazê-la.
Pergunta enviada por Roberta.
Na minha casa constantemente aparecem carrapatos pequenos. Não crio nenhum animal, mas a toda hora os carrapatos aparecem andando pela cozinha, no quarto e em outros lugares. Meus vizinhos criam cachorro, então estou desesperado.
Pergunta enviada por Francisco.
Resposta:
Os carrapatos deslocam-se com muita facilidade. São capazes de transpor muros facilmente e alojam-se nos mais diversos locais.
O controle dessa praga deve ser realizado em duas etapas em intervalos médios de 15 dias entre as aplicações e nas mesmas datas os animais devem ser tratados pelo médico veterinário de sua confiança. Para proteção dos animais existem coleiras e medicações prescritas pelos veterinários que auxiliam no controle.
O ambiente deve ser tratado por uma empresa especializada e não existe uma frequência determinada para aplicações em residências. No caso do Francisco o controle deve ser realizado também na residência vizinha (local onde há relato do deslocamento das pragas para sua residência). Apenas o controle de sua residência não terá a efetividade esperada como solução total do problema.
Veja aqui tudo o que já publicamos sobre carrapatos.

Proteja seu animal e sua casa dos carrapatos

carrapato

Famílias que viajam e levam seus bichinhos podem correr um grande risco.

Casas de veraneio, que costumam ficar fechadas durante o ano, são ambientes com muita propensão ao abrigo de carrapatos, já que estes são muito resistentes e podem sobreviver por mais de um ano sem se alimentar. (Pousadas e fazendas também podem apresentar risco, caso hajam animais – como cães e cavalos – por perto)

É importante serem observados lugares que são mais favoráveis ao surgimento do parasita, como batentes de porta e janela, rodapés, embaixo de móveis e estrados de cama, frestas, muros e paredes. Os cães são grandes hospedeiros e os maiores transmissores, pela proximidade com as pessoas da casa.
No caso dos bichos de estimação, os carrapatos podem causar a erliquiose, a babesiose e a hepatozoonose, patologias que, quando não tratadas, atacam os glóbulos vermelhos e brancos e podem levar à morte.
Para o ser humano, além de trazer incômodos como alergias e coceiras, estes parasitas também são causadores de doenças graves como febre maculosa, febre hemorrágica e encefalites.
É importante observar sempre a pele e o pêlo do seu animal além de conferir o próprio corpo. Não leve pra casa nenhum desses temíveis parasitas, eles podem infestar o local. Fique atento para quaisquer sintomas, como coceira, irritação na pele ou mesmo febre.
No caso de infestação procure uma empresa de dedetização para resolver o problema.