menu

Especialista dá dicas de como agir em casos de picadas de escorpião

Todos os anos são registrados centenas de casos de acidentes com escorpiões. Só em 2013 o Hospital João XXIII, fez mais de mil atendimentos envolvendo picada de escorpião, considerando ainda os atendimentos feitos por telefone.
Em Minas Gerais, a espécie de escorpião mais comum é o Escorpião amarelo, ou  tityus serrulatus, que também é considerado o mais venenoso de toda a América do Sul.
A melhor maneira para manter o perigo mais longe de sua família é evitar que ele entre em casa. Para isso, “impedimentos mecânicos” são recomendados. Este tipo de proteção é feito colocando saquinhos de areia na beira da porta para que estes aracnídeos não entrem. Os ralos do banheiro também podem ser vedados.
Segundo a médica plantonista do setor de toxicologia do Hospital João XXIII, Luciana Reis da Silveira, em caso de suspeita da picada, é importante que a pessoa seja levada imediatamente para o primeiro serviço médico nas proximidades da ocorrência. “Procure um hospital mais próximo para receber o primeiro atendimento de imediato, que é primordial nesses casos”, salienta.
Ela alerta que é preciso ter cuidado e afirma que a maior maneira de prevenir um acidente é impedindo a entrada dos bichos. “Tem que tomar cuidado a pessoa que for capturar o escorpião, para que não sofra um novo acidente.
 

Deixe um Comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cadastre-se para receber nossa newsletter!

Fique por dentro de nossa novidades!

Posts Relacionado

Solicite seu orçamento ou tire suas duvidas.

FIQUE LONGE DE DOENÇAS E INCÔMODOS CAUSADOS PELAS PRAGAS.
FALE CONOSCO.

%d blogueiros gostam disto: