Prejuízo das pragas no ambiente urbano

Ratos, cupins, baratas, aranhas, mosquitos, pernilongos. A lista de insetos é grande e vai desde os bichos que parecem inofensivos, como as pequenas formigas, até aqueles que podem levar à morte, como os escorpiões. Nos ambientes urbanos, sejam casas, condomínios, empresas ou setor alimentício, esses bichos costumam aparecer com frequência e os prejuízos causados pelas pragas urbanas podem ser enormes.
 
Popularmente perigosos por serem vetores de diversas doenças e bactérias, as pragas urbanas também geram danos em todo o ambiente urbano, desde imóveis até alimentos. Os cupins, por exemplo, são capazes de destruir diversas estruturas como telhados e construções de madeira e  além de comprometerem alvenaria, borracha, gesso, concreto e fios elétricos.
 
Outro terror dos ambientes urbanos são as traças, que roem tecidos, causando estragos em roupas e estofados. Os livros também são alvos desses pequenos insetos voadores. Já os mais corriqueiros, como baratas, formigas e ratos contaminam todos os lugares por onde passam, principalmente alimentos, que futuramente podem ser ingeridos e causarem infecções.
Para combater todas essas pragas, é importante dedetizar os ambientes de maneira específica. A desratização, por exemplo, controla roedores, como ratos, ratazanas e camundongos. Há também a descupinização, processo necessário para eliminar as colônias de cupins. E, para insetos em geral, como baratas e escorpiões, a desinsetização é o ideal.

As pragas no verão

Quando pensamos em verão, calor, praia e sol vêm a nossa cabeça o tão sonhado período de férias. Mas, costumamos esquecer de uma coisa que pode atrapalhar nossos planos de tranquilidade: as pragas urbanas.  

O calor e as fortes chuvas dessa época são um prato cheio para as diferentes espécies de insetos, em especial os mosquitos. Durante esse período onde observa-se chuva e sol, há um grande acúmulo de água em recipientes, que funcionam como ninhos reprodutores para essa praga.

Outro fator que torna os insetos mais comuns durante o verão é a temperatura corporal. Nesse período os insetos costumam ter seu metabolismo acelerado graças a alta temperatura  com isso ficam mais ativos para buscar alimentos, abrigos e se reproduzirem.
 
Esses motivos fazem com que formigas, pernilongos, baratas e mosquitos se proliferam por todas as partes, exigindo que tenhamos cuidado, em especial com baratas e formigas os quais transitam por locais sujos, de lixeiras a tubulações de esgoto com isso carregam consigo bactérias e vírus prejudiciais à saúde humana e animal.
 
Alguns cuidados podem ser tomados para evitar essas pragas, como deixar o ambiente sempre higienizado, evitar acúmulo de lixo e entulhos e manter caixas d’água e fossas sempre tampadas. No entanto, esses são apenas cuidados básicos e somente eles não são suficientes para garantir um verão tranquilo.
 
O mais correto é contratar uma empresa especializada em dedetização, como a Insetan, capaz de oferecer  serviços de qualidade e de garantia. Sem insetos, o verão fica muito mais divertido!

Curiosidades sobre roedores

Os roedores costumam ser bastante comuns no ambiente urbano e, vez ou outra, dão as caras dentro das casas. Existem três principais espécies que são consideradas pragas urbanas: ratazanas, ratos de telhado e os camundongos.

Entender sobre os roedores ajuda a conhecê-los melhor e, assim, saber como evitá-los. Por isso, preparamos uma lista com doze curiosidades a respeito desses bichos.

1- Os roedores são mamíferos e há cerca de 2000 espécies pelo mundo.

2- Os roedores têm uma capacidade de proliferação muito rápida e alta. As fêmeas da ratazana, por exemplo, conseguem dar à luz cerca de 100 filhotes por ano.

3- O corpo desses animais é muito flexível, o que os permite se mover facilmente por dentro de canos e tubulações.

4- Eles têm facilidade para segurar a respiração dentro d’água, o que facilita a entrada nas casas pelos esgotos e vasos sanitários.

5- Os ratos possuem os sentidos muito bem aguçados, conseguem se localizar, aprender novos caminhos e criar atalhos com facilidade.

6- São capazes de cavar tocas nos solos, atingindo mais de 1 metro de profundidade

7- Por conta da flexibilidade, essas pragas urbanas também conseguem caminhar por estruturas horizontais, como canos.

8- Eles conseguem roer vários materiais, como madeiras, tijolos, alumínio, etc.

9- Os roedores transmitem  doenças como leptospirose, peste bubônica e salmonelose

10- Outra doença pouco conhecida é a hantavirose, também transmitida por essa classe de animais. A hantavirose gera síndromes pulmonares e renais, febres hemorrágicas e pode até levar à morte.

11- Apesar de alguns serem perigosos para a espécie humana, os roedores são importantes para a manutenção do ciclo de vida biológico, já que funcionam como alimento para diversos predadores.

12- Além de ratos, ratazanas e camundongos, outros animais tidos como roedores são: capivaras, esquilos e porquinhos-da-índia.

Dedetização é perigoso para grávidas e crianças?

Ninguém gosta de ter que conviver com ratos, baratas, formigas, aranhas, carrapatos, pulgas e outras pragas. No entanto, na hora de contratar serviços de dedetização, surgem diversas dúvidas sobre como o procedimento e os produtos irão afetar os moradores ou frequentadores da casa ou empresa. Essas dúvidas e preocupações são redobradas sobretudo quando no local há grávidas e crianças. E para sanar de vez a maior dúvida de todos vamos logo dizendo: enquanto há dedetização líquida em curso, nada de grávidas, idosos e crianças em casa.
Quando há necessidade de dedetizar o ambiente com produtos líquidos, deve-se levar bastante a sério a recomendação para que este grupo de pessoas fique fora por um período de 24h depois de terminado o procedimento. É seguindo essa regra que podemos assegurar que problemas decorrentes do contato com os produtos sejam evitados ao máximo. É recomendado que a dedetizadora seja contratada antes do nascimento da criança já que, com a chegada de um recém-nascido, tudo pode se complicar.
Importante também é lembrar que deve-se manter a casa ventilada para o ambiente poder se restabelecer e amenizar o cheiro, melhorando a respiração. Como também deve-se deixar claro que a melhor forma de garantir a segurança total na dedetização, seja para gestantes ou não, é escolhendo uma dedetizadora confiável que conte com uma equipe altamente qualificada e utilize produtos licenciados pelo Ministério da Saúde.

Cuidados para evitar escorpiões

O escorpião é uma praga bastante temida pelas pessoas no meio urbano. Nas estações mais quentes, como a primavera e o verão, a preocupação aumenta já que há uma elevação na quantidade de escorpiões no meio urbano. Nas cidades, os escorpiões são encontrados, na maioria das vezes, onde há lixo acumulado, entulhos, terrenos baldios, materiais de construção com armazenagem incorreta e jardins sem o devido cuidado. A presença dessa praga urbana pode ocasionar acidentes sérios. O escorpião amarelo é um dos grandes causadores desses acidentes, alguns tendo como consequência a morte do acidentado.
Com as chuvas da primavera, os alojamentos naturais dos escorpiões ficam inundados obrigando os animais a saírem em busca de abrigo e alimento. Isso significa que é chegada a época de lançarmos mão de maiores cuidados para evitar uma infestação tão perigosa. Algumas ações simples, porém muito eficazes, para evitar problemas com escorpiões são: instalação de telas em ralos e caixas elétricas , de gordura, de esgoto, evitar que outras pragas como as baratas, grilos e cupins, que atraem os escorpiões, apareçam e se estabeleçam no local e o controle químico com ajuda de profissionais qualificados e produtos específicos registrados no Ministério da Saúde para o controle desta praga.