Os carrapatos e a febre maculosa

Carrapato
Carrapato

Os carrapatos são parasitas que sugam o sangue de animais domésticos, silvestres e dos homens. Eles podem transmitir doenças graves aos seres humanos e aos animais, como a febre maculosa.
O município de Araxá, no Triângulo Mineiro, acendeu o sinal de alerta devido à ameaça da doença na região. A febre maculosa foi responsável por levar uma mulher, de 21 anos, residente na cidade, ao óbito. Conforme a Secretária de Saúde de Minas Gerais, em 201,1 foram 16 casos notificados e 2 confirmados da doença, cujo transmissor é o carrapato. Esse foi o segundo óbito ocorrido em decorrência da febre maculosa. Continue lendo “Os carrapatos e a febre maculosa”

Identifique os ataques de cupins em seu imóvel

cupins

Os cupins existem há cerca de 50 milhões de anos. Atualmente são mais de 3 mil espécies catalogadas e vivendo nas áreas mais tropicais do mundo. Em continentes, como a África e Austrália, esses insetos são capazes de construir montes que muitas vezes duraram mais do que a própria colônia.
Estudo realizado no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, apontou que 11% das árvores do parque estão infestadas por cupins. Esses insetos também têm uma alta capacidade migratória e muitas vezes chegam aos nossos imóveis, destruindo tudo que contenha celulose pela frente (madeira, papel, papelão, roupas, plantas, etc).
Para diminuir esse risco, podemos identificar se nosso imóvel está sendo atacado por cupins observando alguns detalhes. Os cupins de madeira seca liberam grânulos (fezes) que costumam acumular perto do local atacado. Essa espécie comum de cupins também deixa ”bolhas” na superfície dos móveis.
Em relação aos cupins subterrâneos são comuns revoadas no início da primavera e, algumas vezes, é possível identificar de onde eles vêem. Essa espécie constrói túneis em muros e paredes por onde os operários passam. Em ambas as espécies, as madeiras atacadas apresentam um som grave quando batidas. Paredes de alvenaria ou de madeira, infestadas por essa espécie apresentam-se úmidas, eles também podem construir ninhos em rebaixamentos e vãos de paredes.
Limpe periodicamente todas as áreas do seu imóvel e procure levantar os móveis e mover as caixas para verificar se há indícios da presença de cupins.

Dicas para evitar cupins

Os cupins são insetos sociais, de hábitos subterrâneos. Existem cerca de 2500 espécies e vivem em colônias altamente organizadas, onde o princípio básico é a sobrevivência da colônia e não do indivíduo.
Encontrar um bando desses bichinhos na sua residência não é nada bom. Eles podem estar destruindo seus móveis e outras estruturas da casa.
Saiba como evitar uma infestação de cupins em seus móveis:

  • Sempre que possível opte por madeiras nobres.
  • Madeiras de construção abandonadas na contralaje ou em reservatórios de água, deixadas por descuido no fim da obra, são um chamariz. Se possível, remova o mais rapidamente possível entulho com restos de madeira.
  • Telas nas janelas podem evitar a entrada de cupins alados.
  • Limpe a casa diariamente para eliminar insetos que queiram alojar-se entre livros, sob tapetes, dentro de armários etc.
  • A cada seis meses, observe se há pequenos furos ou pó semelhante a serragem em esquadrias, portas, tacos e móveis de madeira. Em caso de sinal da presença de cupim, substitua a peça.
  • Também é possível fazer descupinização preventiva. Procure uma firma especializada e com registro na Vigilância Sanitária, com um responsável técnico.

No vídeo a seguir, um biólogo dá dicas para perceber os sinais como alterações nos móveis, como pó amarelo, descamação ou estufamento. Confira:

Baratas! E agora, o que fazer?

Encontrar com uma barata ou outra praga no seu doce lar não é uma das sensações mais agradáveis, não é mesmo?

As baratas estão entre os mais resistentes insetos que existem. Elas são capazes de viver sem água durante um mês, já que absorvem a umidade pelo corpo.  As baratas são capazes até de sobreviver a um desastre atômico, isso é comprovado cientificamente.
Há mais de 150 mil anos, as baratas rodeiam o mundo. Existem cerca de 5 mil espécies do inseto considerado o mais nojento. E quem sabe uma delas não está andando pela sua casa ou apartamento?
As baratas são as maiores transmissoras de doenças. Elas contaminam alimentos e utensílios de cozinha apenas com um simples contato. Foram comprovadas 32 doenças causadas por bactérias, 17 por fungos, 3 por protozoários e 2 por vírus, todas vindas de contatos com baratas.
E não adianta tirar o chinelo. Quando a infestação é constante, as baratas conseguem perceber o perigo através de mudanças na corrente do ar à sua volta. Elas possuem pequenos pelos nas costas que funcionam como sensores. Eles informam a hora de correr.

Acompanhe algumas dicas importantes para afastar as baratas:

  • Mantenha a sua cozinha livre da umidade quanto possível
  • Não deixe alimentos em recipientes destampados ou em sacos de papel (use recipientes de metal, louça, vidro ou plástico)
  • Guarde o lixo em sacos fechados antes de jogá-lo fora e tampe todas as fendas e buracos onde os insetos possam se esconder
  • Mantenha rigorosamente limpas as bancadas, prateleiras e o chão da cozinha
  • Limpe frequentemente as superfícies debaixo e atrás de móveis baixos e máquinas
  • Tampe ralos e esgotos com grelhas
  • Vede os espaços ao redor de canos e armários com vedante de borracha e silicone

Essas são apenas algumas precauções básicas, mas, em todo caso de grande infestação, é importante contratar uma empresa de controle de pragas. A dedetizadora deverá fazer um trabalho responsável e seguro, porém, para isso, ela deve ser reconhecida no mercado e possuir equipe composta de especialistas em dedetização.

Cupins: uma das pragas urbanas mais temidas na sociedade moderna

Cupins uma das pragas urbanas mais temidas

Cupins são pragas urbanas que podem causar grandes prejuízos financeiros. Eles são considerados, por alguns especialistas, umas das piores pragas para a sociedade moderna. Uma infestação de cupins em um estágio avançado pode depreciar imóveis e comprometer as estruturas suportadas por madeiras.
Apesar de aparentar fragilidade física, os cupins possuem uma extraordinária organização social. A “sociedade dos cupins” é considerada uma das mais inteligentes (entre as pragas urbanas) e é temida por possuir uma grande capacidade de destruição dos materiais à base de celulose. Continue lendo “Cupins: uma das pragas urbanas mais temidas na sociedade moderna”