Carrapatos representam riscos à saúde de animais e dos seres humanos

Carrapatos representam riscos à saúde de animais e dos seres humanos

Pesadelo para donos de animais de estimação, os carrapatos podem causar transtornos, desconforto e, ainda, transmitirem doenças graves, como a febre maculosa. Estes animais, considerados ectoparasitas (pois vivem no exterior do corpo dos hospedeiros), ainda causam muitas dúvidas e são alvo de grandes polêmicas.

Um dos casos mais repercutidos neste ano foi a retirada das capivaras da Lagoa da Pampulha. Os roedores são hospedeiros do agente causal da febre maculosa, que pode ser transmitido pelo carrapato-estrela. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, as capivaras recolhidas da Lagoa serão esterilizadas, seguindo a mesma técnica utilizada em Viçosa, na região da Zona da Mata mineira.

De acordo com o Engenheiro Agrônomo e Analista Técnico da Insetan, Dhiego Freitas Rocha, apenas capivaras jovens servem como facilitadoras na disseminação da bactéria, que geralmente, provoca a doença. “Animais adultos perdem a capacidade de facilitar a disseminação, ou seja, adultos não transmitem a bactéria e jovens infectados perdem a condição de transmitir ao atingir a fase adulta, de modo que o isolamento de filhotes contaminados até atingirem a fase adulta seria eficiente. Não existe, portanto, a necessidade de sacrificar animais, uma vez que são protegidos por lei”, explica.

O trabalho de remoção dos animais começou em setembro, mas as movimentações para prevenção iniciaram após a morte de um estudante de 20 anos, causada pela febre maculosa. Os familiares do jovem acreditam que a contaminação aconteceu após um passeio de bicicleta pela orla da lagoa.

Em Araxá, no triângulo mineiro, outro caso de febre maculosa, transmitida pelo carrapato-estrela, levou uma jovem à morte, como já abordamos aqui no Blog da Insetan.

 

Leia mais: Carrapatos e a febre maculosa

 

Para se prevenir desta e de outras doenças transmitidas pelo inseto é recomendado evitar áreas que possam existir carrapatos. Outros cuidados também são bastante indicados, como o uso de roupas claras para melhor observação do inseto, utilização de calças por dentro de meias e de botas de cano alto em ambientes com suspeita de infestação. Ao observar um carrapato, tenha cuidado ao retirá-lo, caso esteja grudado na pele.

Em casos de infestação em casa, é recomendado entrar em contato com uma empresa especializada no controle de pragas. Após a análise do ambiente, os técnicos aplicarão os produtos adequados em quantidades certas. Se seu animal de estimação for vítima destes parasitas, o mais indicado é o agendamento com um médico veterinário, como já destacamos aqui no blog, veja.

Leia mais sobre os carrapatos no Blog da Insetan:

Proteja seu animal e sua casa dos carrapatos

Como acabar com os carrapatos

 

Deixe seu comentário

88 - 82 =