Caramujo africano: uma praga urbana importada

Caramujo africano: uma praga urbana importada

caramujo-africano Caramujo africano: uma praga urbana importada Dicas Pragas

Presente em quase todos os estados do Brasil, o caramujo africano é uma das pragas urbanas mais oportunistas para a temporada de verão. Nessa época de enchentes e tempestades constantes, os caramujos ocupam terrenos baldios e áreas de cultivo de hortaliças.

O molusco hospeda dois tipos de vermes causadores de doenças. O Angiostrongylus costaricensi é causador de sérios problemas abdominais que podem levar à perfurações no intestino e até à morte por hemorragia. O outro verme é o Angiostrongylos cantonensis, principal causador da angiostrongilíase meningoencefálica humana, que tem como sintomas dor de cabeça forte e constante, rigidez da nuca e distúrbios do sistema nervoso.

A infecção humana é acidental. Ela ocorre pela ingestão de verduras, hortaliças e, provavelmente, de água contaminada com larvas dos parasitas, que se encontram no muco que o molusco libera ao se deslocar

Com a capacidade de se reproduzir rapidamente o caramujo africano tem aproximadamente 15 cm e pesa 200 g.

Para a remoção dos caramujos tome alguns cuidados:

-Utilize luvas descartáveis para pegar e manusear os animais

-Proteja a pele e as mucosas: não coma, fume ou beba durante o manuseio do caramujo

-Coloque os caramujos em dois sacos plásticos e quebre suas conchas, pisando em cima

-Enterre-os em valas com pelo menos 80 cm de profundidade, longe de cisternas, poços artesianos ou do lençol freático

-Aplique cal virgem sobre os caramujos quebrados (cuidado, a cal queima a pele)

-Feche a vala com terra. Retire as luvas e lave muito bem as mãos

-Em casos de grande infestação de moluscos terrestres, é recomendável a contratação de uma empresa de controle de pragas, que avaliará a melhor forma de se fazer a dedetização do ambiente.

Caramujo importado

De acordo com dados da Vigilância Sanitária, os primeiros indícios do caramujo africano no Brasil são da década de 1980. O molusco foi trazido ilegalmente ao país, para servir como uma alternativa mais barata ao escargot, prato típico da culinária francesa.

O fracasso das tentativas de comercialização levou os criadores, por irresponsabilidade ou desinformação, a soltar os caramujos no ambiente silvestre. Como não tem predadores naturais no Brasil, o caramujo se proliferou por todas as regiões.

1 comment:

  1. antonio clovis

    desenvolvi equipamento espetacular para se recolher caramujo africano, estou tentando coloca0lo no mercado, uso duas garrafs pet e tem espetacular funconabilidade, att clovis

    Reply

Deixe seu comentário

+ 70 = 78