Você sabe como fazer uma picada de mosquito parar de coçar?

Você sabe como fazer uma picada de mosquito parar de coçar?

 

Para muitos de nós, picadas de insetos são uma parte inevitável da vida se queremos nos dar ao luxo de abrir as janelas de casa nas noites de verão. Mas, além de não coçá-las – o que só os mais fortes conseguem -, qual é a maneira mais eficaz de minimizar a coceira?

A chave está, antes de qualquer coisa, em como o nosso sistema imunológico responde a uma picada de mosquito. Quando você é mordido, o mosquito usa sua “tromba” afiada para injetar saliva cheia de anticoagulantes no seu sangue, o que o dilui e torna mais fácil para o inseto se alimentar. Como os pesquisadores descobriram em 2012, esses aparelhos bucais são tão finos que furam vasos sanguíneos individuais e os deixam secos.

Este é um daqueles casos em que o seu sistema imunológico acaba causando mais mal do que bem, então a melhor solução para combater a coceira relacionada à histamina é com um monte de anti-histamínicos, como explica Rebecca Harrington em entrevista à “Business Insider”. “Se a coceira é forte demais para aguentar, use um creme ou gel anti-histamínico na área, ou tome uma pílula anti-histamínica”. Ela ainda aconselha a procurar pela difenidramina na lista de ingredientes.

Essas pílulas também podem ser tomadas como uma precaução de antemão, para lidar com a inflamação logo que você for mordido.

Embora os anti-histamínicos sejam o tratamento mais amplamente aceito para picadas de mosquito, há dúvidas sobre o quão eficaz eles são. Em 2012, um estudo publicado na revista “Drug and Therapeutics Bulletin” revisou as evidências disponíveis dos tratamentos mais comuns para a coceira de picadas de insetos, e encontrou “poucas evidências diretas para a eficácia de tratamentos em simples picadas de insetos, e, em geral, as recomendações para o tratamento são baseadas na opinião de especialistas e em experiência clínica”.

Eles acrescentaram que pomadas contendo anti-sépticos, anti-histamínicos ou agentes de entorpecimento, tais como lidocaína e benzocaína, só pareceram ajudar “às vezes”.

Dito isto, “às vezes” é melhor do que nada, concluíram os pesquisadores, e tendo revisto todas as opções disponíveis, chegaram a uma recomendação: “Para as reações locais moderadas, a área deve ser limpa e uma compressa fria aplicada. Analgésicos orais podem ser dados para a dor e um creme corticosteróide suave pode ser aplicado para reduzir a inflamação e coceira. Grandes reações locais podem ser tratadas com um anti-histamínico oral. Anti-histamínicos não sedativos são preferidos durante o dia, mas uma anti-histamina sedativa pode ser usada durante a noite, se a coceira estiver perturbando o sono. O tratamento antibacteriano não é necessário para picadas de insectos simples, mas infecções secundárias devem ser tratadas com um agente antibacteriano, por via oral, em conformidade com as diretrizes locais”. [Science Alert]

 

 

 

Fonte:  hypescience

Deixe seu comentário

70 + = 80