Insetos e ratos de NY disputam migalhas

Insetos e ratos de NY disputam migalhas

Qualquer habitante de Nova York já viu estas cenas —um rato farejando um saco de batatas fritas sobre os trilhos do metrô, um pombo esquivando-se dos carros enquanto se dedica a bicar uma borda de pizza ou um esquilo se aproximando cautelosamente dos restos de um sanduíche abandonado num banco de parque. Mas acontece que esses entusiasmados coletores de lixo não são os únicos animais que limpam a sujeira que deixamos.

Um estudo publicado recentemente no periódico científico “Global Change Biology” concluiu que milhões de minúsculos insetos também estão pegando nossas sobras nas cidades.

Durante o verão de 2013, pesquisadores foram a parques e canteiros centrais de ruas em Manhattan para monitorar a temperatura e a umidade e colher amostras da população de artrópodes —formigas, centopeias, ácaros, aranhas e outros.

Para estabelecer a diversidade de espécies em cada lugar, eles vasculharam as folhas caídas e retiraram formigas com um aspirador manual. Extraíram 16.294 pequenos animais, incluindo representantes de 32 espécies de formigas.

Os cientistas posicionaram uma oferta de “junk food” em cada local: batatas chip, waffles e salsichas de peru.

Alguns alimentos foram postos numa gaiola que permitia a aproximação de insetos, mas não de ratos, esquilos e outros vertebrados. Os outros foram deixados em lugares onde qualquer animal poderia comê-los. Após cerca de 24 horas, os cientistas voltaram a cada ponto para ver o que havia sido consumido.

Em um terço dos canteiros centrais, os insetos comeram 100% dos alimentos enjaulados. Onde todos os animais tinham acesso, o volume alimentar consumido foi aproximadamente o dobro, o que sugere que os vertebrados e os insetos têm mais ou menos a mesma dieta. Batatas fritas e biscoitos foram universalmente preferidos. Os cachorros-quentes geralmente sobravam.

“O meio ambiente numa cidade está realizando uma função. Neste caso, verifica-se que os artrópodes estão removendo detritos”, disse Christopher Swan, professor-associado de geografia e sistemas ambientais na Universidade de Maryland.

A ecologia urbana não é amplamente pesquisada porque costuma ser preterida em relação ao estudo de áreas naturais protegidas, segundo a autora principal do estudo, Elsa Youngsteadt, da Universidade Estadual da Carolina do Norte. “Mas”, acrescentou, “mais de metade da população mundial vive em cidades, e precisamos decidir como os organismos que vivem ao nosso redor nos prestam serviços ou desserviços”.

Os pesquisadores estimam que, num período de atividade de cinco a oito meses, os insetos são capazes de remover quatro a seis quilos de lixo em um único quarteirão de canteiro central. Em 150 quarteirões, isso equivale a 590 a 950 quilos de matéria seca por ano. Youngsteadt diz que, ao disputar comida com os ratos, os insetos estão ajudando os moradores das cidades.

“Você pode não gostar de formigas”, disse, “mas provavelmente gosta ainda menos de ratos”.

Fonte: Gazeta do Povo

 

2 comments:

  1. Jônatas de oliveira antônimo

    Bom dia.
    Estou com um problema com o meu vizinho. Ele ESQUECE o lixo de com comidaa e dá larvas porque fica podre. Já falei com ele e o mesmo assim ele continua esquecendo o lixo no quintal e as larvas vão tudo para minha casa. Eu coloco de baixo no portão boltox ou crinolina mais mesmo assim elas vivem e continua andando no meu quintal. Por favor, será que vocês podem me passar um remédio que mata no ato ou um remédio que se eu jogar no chão de noite, elas de MANHÃ quando nascerem não vão chegar nem perto do meu portão. E desde já agradeço

    Reply
    1. Dedetização Insetan

      Olha, neste caso o melhor a se fazer seria higienizar a área e passar a armazenar resíduos de

      forma correta (usar recipientes com tampa e descartar com a maior freqüência possível. Se não

      é possível proceder desta forma, a melhor maneira seria utilizar de barreiras físicas, já que a

      aplicação de qualquer produto não terá um efeito a médio e longo prazos e seria necessária

      uma aplicação com uma freqüência muito grande, o que não é a melhor solução. Pode tentar

      instalar borracha no portão para vedar a abertura entre o portão e o solo e impedir o acesso

      destes animais. Lembrando que a melhor solução seria armazenar e eliminar os resíduos e lixo

      adequadamente, o que cessa a fonte de alimento e esta praga não irá mais lhe incomodar sem

      a necessidade da várias aplicação com produtos químicos que são tóxicos e necessitam de

      treinamento especial para seu manuseio.

      Reply

Deixe seu comentário

37 - = 30