Cuidados com animais de estimação durante a dedetização

Cuidados com animais de estimação durante a dedetização

Seu animal de estimação faz parte da sua família e você sabe muito bem o quanto é importante deixá-lo livre de pragas e parasitas, assim como proteger sua casa contra esses invasores. Dentre as pragas que mais incomodam os mascotes, as pulgas e carrapatos estão entre as mais comuns. Nos meses mais quentes, esses parasitas se reproduzem e suas populações aumentam consideravelmente. O que piora a situação é que, geralmente, os animais de estimação andam por toda parte e por isso, em pouco tempo, toda a casa pode ser infestada.

De acordo com a bióloga especialista no Controle de Pragas e técnica responsável da Insetan, Viviane Avelar, o controle de ectoparasitas (parasitas externos, que ficam no corpo do animal, como pulgas e carrapatos, por exemplo) deve ser realizado em duas etapas no intervalo médio de 10 dias entre as aplicações.

Para livrar seu melhor amigo desses insetos, a solução mais segura é levar seu mascote em um veterinário de confiança. “Muita gente utiliza produtos comprados em lojas agro-veterinárias para tratar desses parasitas. Esses produtos podem levar a intoxicação do animal e de pessoas que estejam por perto, além de não terem a efetividade adequada”, lembra a bióloga. Ela recomenda ainda que no mesmo dia em que for marcada a visita ao veterinário, seja feito o agendamento do controle de pragas para a sua residência. Isso porque pulgas e carrapatos podem se alocar em frestas dos pisos e em outros locais do ambiente.

– O Combate aos ectoparasitas

Todos os produtos utilizados para controle de pragas urbanas em residências devem ser registrados e aprovados pelo Ministério da Saúde para esse fim (conhecidos como produtos domissanitários). Para o combate aos ectoparasitas, são empregados produtos líquidos, com isso, há a necessidade de se deixar o ambiente por, no mínimo, 4 horas. Sendo que gestantes, idosos, crianças e adultos com histórico alérgico devem ficar por mais tempo fora de casa.

– Dedetização a seco

Hoje em dia, existe a possibilidade de combater a certas pragas como formigas e roedores, por exemplo, através de iscagem. Essa técnica que também é conhecida por dedetização a seco não oferece riscos à saúde dos moradores da casa, nem de seu animal de estimação.

No entanto, a responsável técnica da Insetan recomenda que eles não estejam no ambiente quando essas iscas forem instaladas. “Cães e gatos são curiosos por natureza, por isso requerem cuidados especiais em qualquer tipo de controle. Caso vejam onde estão sendo instalados os produtos, eles podem voltar depois para verificar o que estava sendo feito e podem entrar em contato com as iscas”, explica.

Ela salienta que muitas dessas iscas não representam risco ao animal caso sejam ingeridas, pois são colocadas em pequenas quantidades. Esses produtos são instalados em locais acessíveis apenas às pragas. “Caso aconteça a ingestão de algum produto, recomendamos que eles sejam levados ao veterinário”, explica.

 

Deixe seu comentário

84 + = 90