Por que as cigarras cantam?

Por que as cigarras cantam?

O canto da cigarra intriga muita gente. Este inseto, que passa por um longo processo de transformação, a metamorfose, pertence à família dos cicadídeos (Subordem homoptera). Para se ter uma ideia, existem mais de 1500 tipos de cigarras conhecidas no mundo. No Brasil, a mais conhecida é a Carineta fasciculada, chamada de Cigarra-do-cafeeiro. Voltando ao canto, constata-se que quem emite aquele som estridente é o macho. Isso porque é seu comportamento habitual em época de reprodução, os períodos mais quentes ( primavera e verão).

O som emitido por este machos são característicos. É, na verdade, uma vibração para atrair as fêmeas. Alguns destes conjuntos de sons e ondas de  vibração também são emitidos para enviar a mensagem de que estão sendo atacados por algum predador, ou seja, eles “cantam” quando chega a hora de morrer. Algumas espécies maiores conseguem atingir até 120 decibéis com facilidade, enquanto as menores emitem sons em uma frequência tão aguda que sequer pode ser percebida por ouvidos humanos.

Incômodo ou não, certo é que a cigarra continua a encantar e despertar curiosidade em muita gente. Por sua característica vocal, já virou até fábula, está na literatura e nas canções. Deram-lhe até mesmo uma face poéticas. Mas, certamente, a característica mais importante da cigarra é sua importância para o equilíbrio e para a saúde do meio ambiente.

Deixe seu comentário

89 - = 86