Meu pé de teia de aranha

Meu pé de teia de aranha

arvore_de_teia-aranha2 Meu pé de teia de aranha Papo de Praga

Não fossem as fotos, a notícia do Papo de Praga de hoje seria inacreditável: árvores cobertas por teias de aranhas. Essa obra da natureza peculiar foi registrada na província de Sind, no Paquistão. Mas a pergunta que não quer calar é: como isso aconteceu?

O fenômeno impressionante das árvores cobertas por teias de aranhas foram percebidos após a devastadora enchente que atingiu o país em 2010, deixando milhões de pessoas desabrigadas. Especialistas acreditam que para fugir das inundações milhões de aranhas se abrigaram na copa das árvores. E lá continuaram a viver, tecendo esses enormes e densos emaranhados de teias que vemos nas fotos desta postagem.

arvore_de_teia-aranha Meu pé de teia de aranha Papo de Praga

Além de transformar a paisagem, as aranhas causaram impactos positivos e negativos com sua “obra de arte”. Por um lado as teias matam as árvores aos poucos, uma vez que por natureza elas não são preparadas para abrigar essa espécie de inseto. Em contrapartida, o aumento significativo de teias reduziu intensamente os índices de malária local, uma vez que aprisionou o mosquito transmissor da doença.

No início do ano, em abril, um fenômeno semelhante, porém de menor proporção, foi registrado em Curitiba, no Paraná (foto abaixo).  Ou seja, independente das condições climáticas, as aranhas podem fazer essa obra de arte em qualquer lugar do mundo. É ou não é uma perfeição da natureza?

arvore_teia-aranha_curitiba Meu pé de teia de aranha Papo de Praga

Árvore com teias de aranha no Centro de Curitiba (PR). Foto: Adriana Justi/G1

Para ver outras fotos das árvores com teias de aranhas no Paquistão, clique aqui.

Com informações e imagens do site HypeScience.

Deixe seu comentário

- 1 = 4