Kafka e suas fobias

Kafka e suas fobias

kafka Kafka e suas fobias Papo de Praga “Uma manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregor Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco inseto”. O livro “A Metamorfose”, de Franz Kafka, narra a história fantástica de Gregor Samsa, um caixeiro-viajante que se vê obrigado a suportar todas as despesas da família, e que certa manhã, ao acordar cedo para o trabalho, constata que se transformou num escaravelho.

De início, as suas preocupações centram-se na estranha metamorfose e na impossibilidade de cumprir as obrigações profissionais, mas perante a repulsa dos pais, Gregor inicia um complexo processo interior de mutação, que o conduz a uma análise obsessiva do seu contexto familiar e social. À exceção da irmã, que numa primeira fase decide alimentá-lo, todos recusam ajudar Gregor, remetendo-o à sua solitária agonia. Perante este cenário uma nova metamorfose ocorre no seio familiar: o pai, a mãe e a irmã voltam a trabalhar e a família decide perspectivar um futuro onde não existe lugar para Gregor…

kafka1 Kafka e suas fobias Papo de Praga Ao que tudo indica, Kafka tinha alguns problemas com pragas. Além desta irônica metáfora sobre o absurdo da condição humana, ama carta de Franz Kafka descrevendo seu medo de uma invasão de ratos em seu quarto e reclamando de gatos no telhado foi arrematada pelo Arquivo Literário Alemão num leilão realizado no fim de semana do dia 8 de dezembro. Escrita para o amigo Max Brond, a carta de quatro páginas é datada de 4 de dezembro de 1917 e foi vendida a US$ 124 mil. Kafka tentava se recuperar de uma tuberculose, na casa da irmã. “O que eu sinto em relação a ratos é mais puro medo. Explorar a origem disso é para psicoanalistas… Como um fobia de bichos, a aparição destes animais é certamente relacionada ao inesperado, inevitável, de certa forma mudo, severo e cheio de propósitos secretos. Sinto como se eles tivessem cavado centenas de túneis pelas paredes à minha volta e estão me espreitando ali…”

Deixe seu comentário

- 7 = 3