PORQUE ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS PICADAS POR MOSQUITOS QUE OUTRAS?

PORQUE ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS PICADAS POR MOSQUITOS QUE OUTRAS?

 

  • Estima-se que até 20 % das pessoas são mais mordidas por insetos que as outras.
  • Fatores, incluindo tipo sanguíneo e número de banhos por dia, podem ser decisivos para isso.
  • Pessoas obesas ou mulheres grávidas são mais propensas a serem picadas.

 

 

Você se considera uma pessoa perseguida por mosquitos ou conhece alguém que sempre é atacado por esta praga enquanto outras pessoas ao redor sempre escapam da coceira decorrente das picadas do inseto?

Bom, de acordo um vídeo publicado pelo canal Mental Floss no YouTube, estima-se que pelo menos 20 por cento da população seja mais picada por mosquitos que outras pessoas. O vídeo traz ainda algumas das  razões que podem explicar porque isso acontece.

Embora as picadas de insetos estejam sujeitas a uma simples coceira para a maioria das pessoas, uma minoria substancial desenvolve uma reação alérgica que pode ter consequências graves.

De acordo com o Dr. Martin Donnelly, da escola de Medicina Tropical da Universidade de Liverpool, ouvido pelo jornal britânico DailyMail, “quando somos picados por mosquitos, além de extrair o sangue, eles injetam sua saliva. Proteínas e enzimas que atrapalham a nossa coagulação sanguínea”, explica.

Estudiosos apontam que a genética, o tipo sanguíneo e até mesmo substâncias utilizadas no preparo da cerveja possam causar a atração de mais mosquitos em algumas pessoas mais que em outras.

Segundo o apresentador do vídeo produzido por Mental Floss, Craig Benzina, a escolha dos mosquitos é, em 85 % dos casos, genética. Assim, a má notícia é que não há muito o que possamos fazer a respeito.

Ainda de acordo com ele, pessoas que produzem mais ácido lático em seu suor têm mais chances de ser mordido.

Os mosquitos nos encontram porque suas antenas são capazes de captar cerca de 500 substâncias químicas voláteis, aproximadamente, que nossas peles exalam no ar. Algumas pessoas liberaram, naturalmente, mais destas substâncias químicas do que outras.

Fato que pode explicar o motivo pelo qual estamos mais propensos a picadas durante a realização de atividades físicas. Além de liberarmos mais ácido lático durante atividades físicas, mosquitos parecem preferir temperaturas corporais mais elevadas.

Banhos frequentes após estes exercícios podem, portanto, diminuir a chance de que os insetos piquem as pessoas.

A pesquisa também mostrou que as pessoas com sangue tipo “O” são duas vezes mais propensas a serem mordidas, diz o vídeo de Mental Floss. As que possuem o tipo “A” são ainda menos propensas a que as do tipo “B”.

Além disso, as fêmeas dos mosquitos encontram suas presas, principalmente, através da presença de dióxido de carbono no ar.

Pessoas de maior porte e mulheres grávidas espiram maior quantidade do ar, por isso são vítimas mais prováveis. Além disso, mosquitos são capazes de rastrear uma pessoa a uma distância de até 50 metros.

26BB84A100000578-2998662-Various_factors_from_your_blood_type_to_how_often_you_shower_can-a-5_14265961092391-300x199 PORQUE ALGUMAS PESSOAS SÃO MAIS PICADAS POR MOSQUITOS QUE OUTRAS? Mitos

Vários fatores como seu tipo sanguíneo até mesmo o número de banhos diários podem influenciar se você é picado por um mosquito ou não.

 

Um outro estudo, este realizado no Japão em 2002 com 13 voluntários, pode explicar outra possibilidade de atrair os insetos. Este diz respeito ao consumo de cerveja. Os pesquisadores acreditavam que o consumo aumentaria a temperatura do corpo e a quantidade de álcool que está presente no suor de uma pessoa. Essas pessoas produzem mais dióxido de carbono, o que atrai os insetos.

O principal problema com mordidas é a infecção, diz o Dr. Ron Behrens, consultor em medicina de viagem na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, também ouvido pelo Daily Mail, “já que algumas pessoas têm alergia às picadas, o que comumente causa inchaço e acúmulo de líquido ao redor da área da picada”, esclarece. Ele advertiu que, de tanto coçar o local da picada, existe o risco de ferir a pele ao ponto de estar sujeito a infecções graves, como septicemia (envenenamento do sangue), uma infecção bacteriana da pele.

Deixe seu comentário

7 + 2 =