DICAS PARA GUARDAR ÁGUA EM CASA SEM CORRER RISCOS DE ATRAIR MOSQUITO DA DENGUE

DICAS PARA GUARDAR ÁGUA EM CASA SEM CORRER RISCOS DE ATRAIR MOSQUITO DA DENGUE

A seca e estiagem que atingem a região sudeste do Brasil vêm preocupando muita gente por causa dos riscos de rodízios de abastecimento, racionamento ou até mesmo pela falta d’água, que pode ser realidade para as mais de 80 milhões de pessoas que vivem nos quatro estados da região.

No fim de janeiro, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, chegou a anunciar, em São Paulo, que alguns bairros poderiam ficar sem água até cinco dias por semana no estado mais atingido pela chamada “crise hídrica”. Aqui em Minas Gerais, o governador Fernando Pimentel chegou a declarar que o racionamento seria a atitude mais drástica que o governo tomaria.

Mas o que a seca tem a ver com a dengue? Absolutamente tudo. Os casos de dengue aumentaram 162% em todo o país desde o começo do ano, na comparação com o mesmo período de 2014. Segundo o Ministério da Saúde, 340 municípios estão situação de risco.

Estes números refletem um comportamento adquirido por algumas pessoas em acumular água dentro de casa, trazendo a possibilidade do mosquito se reproduzir para ainda mais perto das pessoas.

E são exatamente estas as pessoas que estão entre a cruz e a espada, com relação a este assunto. Por isso na semana em que falamos sobre os riscos da dengue, trazemos algumas dicas para que seja possível estocar água e minimizar ao máximo as chances de se atrair o Aedes aegypti, o principal transmissor da dengue e da febre chikungunya.

Quando a água acumulada provém de máquinas de lavar ou mesmo do banho, por exemplo, e contém algum componente químico como sabão, as chances de um mosquito se proliferar ali, são praticamente nulas. Isso porque o Aedes aegypti preza por água limpa e parada. No entanto, caso esteja aproveitando as chuvas para coletar a água que cai do telhado em baldes ou galões, por exemplo, há que se ter cuidado.

A Coordenadora Estadual do Programa de Combate à Dengue, Geane Andrade, alerta para a importância de manter estes “reservatórios caseiros” que contenham água limpa sempre bem fechados. “É fundamental não deixar depósitos de água sem proteção. Eles devem estar bem limpos e fechados, com tampas que não permitam a entrada do mosquito que transmite a dengue e chikungunya. Reaproveitar a água da chuva é importante, mas isso deve ser feito da forma correta para não causar riscos à saúde”, afirma.

É importante lembrar que é bastante perigoso armazenar água limpa por mais de cinco dias, é este o tempo necessário para que as larvas do mosquito se desenvolvam e estejam prontas para botar mais ovos próximo à áreas com grande umidade.

Utilizar piscinas, tambores, baldes e cisternas estão entre as maneiras mais comuns de armazenar água em casa. “Os depósitos em que as pessoas guardam água são um risco para a proliferação da dengue e da chikungunya. Independentemente do tipo de reservatório, não adianta só colocar uma rede ou tela de proteção, que pode ficar frouxa ou conter buracos. O ideal é tampar bem”, orienta Geane.

Palavra de Especialista

Nessa época, algumas das dúvidas mais recorrentes entre os leitores do Blog da Insetan, são com relação ao Mosquito da Dengue. Por isso, levamos algumas destas perguntas ao Engenheiro Agrônomo e Analista Técnico da empresa, Dhiego Freitas Rocha.

Água nos potinhos dos cachorros podem atrair dengue?

Sim, a água em bebedouros de animais é limpa e parada, o que atrai os mosquitos. Muitas vezes o que é feito é acrescentado água quando o volume está baixo no bebedouro, e mesmo a substituição da água não é suficiente, pois os ovos dos mosquitos são muito resistentes e permanecem fixados nas laterais do recipiente. O Ideal é, sempre que se trocar a água, realizar limpeza com água e sabão, além de utilizar uma bucha ou escova para eliminar possíveis ovos aderidos ao bebedouro.

Guardar água da máquina de lavar pode atrair o mosquito?

Geralmente não, pois a água possui alta concentração de sabões e outros produtos químicos. O mosquito transmissor da dengue e febre chikungunya buscam água limpa e parada, e não depositam ovos em água suja ou com presença de produtos químicos.

Com informações de Agência Minas

 

Deixe seu comentário

91 - 86 =