Identifique os ataques de cupins em seu imóvel

Identifique os ataques de cupins em seu imóvel

Identifique_os_ataques_de_cupins_em_seu_imovel Identifique os ataques de cupins em seu imóvel Descupinização

Os cupins existem há cerca de 50 milhões de anos. Atualmente são mais de 3 mil espécies catalogadas e vivendo nas áreas mais tropicais do mundo. Em continentes, como a África e Austrália, esses insetos são capazes de construir montes que muitas vezes duraram mais do que a própria colônia.

Estudo realizado no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, apontou que 11% das árvores do parque estão infestadas por cupins. Esses insetos também têm uma alta capacidade migratória e muitas vezes chegam aos nossos imóveis, destruindo tudo que contenha celulose pela frente (madeira, papel, papelão, roupas, plantas, etc).

Para diminuir esse risco, podemos identificar se nosso imóvel está sendo atacado por cupins observando alguns detalhes. Os cupins de madeira seca liberam grânulos (fezes) que costumam acumular perto do local atacado. Essa espécie comum de cupins também deixa ”bolhas” na superfície dos móveis.

Em relação aos cupins subterrâneos são comuns revoadas no início da primavera e, algumas vezes, é possível identificar de onde eles vêem. Essa espécie constrói túneis em muros e paredes por onde os operários passam. Em ambas as espécies, as madeiras atacadas apresentam um som grave quando batidas. Paredes de alvenaria ou de madeira, infestadas por essa espécie apresentam-se úmidas, eles também podem construir ninhos em rebaixamentos e vãos de paredes.

Limpe periodicamente todas as áreas do seu imóvel e procure levantar os móveis e mover as caixas para verificar se há indícios da presença de cupins.

Deixe seu comentário

60 + = 61