Saiba por que coçamos quando somos picados por pernilongos

Saiba por que coçamos quando somos picados por pernilongos

Vai dizer que nunca aconteceu de, em uma noite quente de verão, enquanto você dormia com as janelas escancaradas, um pernilongo esfomeado fez a festa e encheu você de picadas? Mas, afinal, por que é que, além de sugarem o nosso sangue, esses malditos insetos nos deixam morrendo de coceira?

Segundo o site Today I Found Out, o que acontece é que quando os pernilongos fêmea perfuram a nossa pele — usando uma estrutura chamada probóscide — para sugar o sangue, eles também nos injetam com uma pequenina quantidade de saliva. Essa substância contém vários anticoagulantes e enzimas em sua composição que ajudam os insetos a sugar o sangue com mais facilidade.

No entanto, depois que os pernilongos estão satisfeitos — ou quando são espantados — e vão embora, o nosso sistema imunológico reage à saliva deixada pela picada, produzindo anticorpos que atacam os antígenos presentes nessa substância. Essa resposta provoca a liberação de histamina que, por sua vez, desencadeia uma reação inflamatória.

A liberação de histamina também ajuda os glóbulos brancos e outras proteínas a combater os “invasores” no nosso organismo, fazendo com que os capilares dessas estruturas se tornem mais permeáveis. Dessa forma, a histamina faz com que os vasos sanguíneos mais próximos da região afetada fiquem inchados, dando origem à picada rosada e irritada que nos mata de coceira.

Apesar de ser praticamente impossível resistir ao impulso de cravar as unhas na picada e coçar e coçar, isso só piora a situação. O ato provoca ainda mais irritação e inflamação na área afetada, fazendo com que o sistema imunológico “pense” que mais anticorpos são necessários para combater os agentes inimigos. Portanto, quanto mais nos coçamos, mais inchada a região fica, aumentando ainda mais a coceira que, por sua vez, também vai durar por mais tempo.

O sangue, aliás, não serve apenas de banquete para os pernilongos! Apenas as fêmeas são “sanguinárias” — os machos não nos atacam —, e elas usam essa substância para produzir os ovos que, como você sabe, vão dar origem a mais pernilonguinhos malditos que vão atrapalhar as nossas noites de sono!

Fonte: Meio Norte

Deixe seu comentário

+ 55 = 61