Por quanto tempo os escorpiões podem viver sem comida?

Por quanto tempo os escorpiões podem viver sem comida?

Em uma noite clara, você talvez consiga avistar no céu uma sequência curva de estrelas aninhadas entre Libra e Sagitário. Como diz a lenda grega, Ártemis, a deusa dos animais selvagens, enviou um  escorpião para matar o caçador Orion. Por isso, a constelação de Escorpião foi colocada nos céus em posição estratégica, no extremo do horizonte oposto à constelação de Orion, como se estivesse perseguindo eternamente sua presa.

As menções a escorpiões remontam aos mais antigos mitos, uma vez que a espécie existe há pelo menos 450 milhões de anos. A forma distintiva de seu corpo e seu ferrão aguçado valeram ao escorpião milênios de reputação negativa. Eles são comumente associados ao mal e ao caos. Ironicamente, das 1,3 mil espécies de escorpiões conhecidas, espalhadas por todo o planeta, menos de 40 possuem veneno forte o bastante para matar um ser humano. As espécies perigosas estão radicadas no Oriente Médio, África, México, América do Sul e Índia.  Mas isso não significa que os escorpiões não causem dor. Cerca de cinco mil pessoas morrem a cada ano por motivos relacionados a picadas de escorpiões [fonte: Leeming].

O escorpião é um membro da família dos aracnídeos, e parente próximo das aranhas, ácaros  e carrapatos. Os aracnídeos têm quatro pares de patas e dois segmentos de corpo: o cefalotórax e o abdômen. Seus corpos são revestidos de um exoesqueleto feito de uma substância chamada quitina. Uma qualidade peculiar dessa casca externa é que ela torna os escorpiões fáceis de serem avistados no escuro. Devido a um produto químico desconhecido que existe na quitina, caso um escorpião seja iluminado por luz ultravioleta à noite, seu corpo fluoresce, ou brilha.

Já a cauda de um escorpião se divide em cinco segmentos (e termina com o ferrão venenoso), e no extremo oposto do corpo o escorpião dispõe de um conjunto de pinças semelhantes às dos caranguejos, conhecidas como pedipalpos, que ele usa para agarrar e esmagar presas.

Mas o escorpião não precisa empregar sua poderosa blindagem com frequência para capturar suas presas. Como o paciente pescador que espera uma mordida em sua isca por horas, o escorpião é um mestre na arte de esperar pela comida.

 

Fonte: http://ciencia.hsw.uol.com.br/escorpiao-sem-agua-e-comida.htm

Deixe seu comentário

9 + 1 =