Mosquitos e outras criaturas estranhas em seu quarto

Mosquitos e outras criaturas estranhas em seu quarto

Trancar as portas e ligar o alarme ao ir para a cama à noite pode não ser suficiente para te livrar de ataques sanguinários. Quando você deita sua cabeça preguiçosamente no travesseiro, sua cama, quarto e até mesmo o seu corpo podem estar abrigando insetos invasores que irão fazer aquela festa enquanto você dorme, deixando para trás apenas as marcas das mordidas que poderão arder, coçar ou até mesmo causar uma doença mais séria.

A população de percevejos vêm aumentando e está em movimento desde a última década. Nos anos de 1950, o uso liberado do pesticida DDT (sigla de Dicloro-Difenil-Tricloroetano) quase os erradicou, mas mesmo assim, pequenos grupos desenvolveram uma tolerância contra o pesticida e outras medidas criadas desde então para controlar essas pragas domésticas. O resultado é um “superpercevejo” com alta tolerância a pesticidas químicos – e bastante faminto.

Embora os percevejos estejam recebendo bastante atenção nos dias de hoje, eles não são a única ameaça. De mosquitos famintos a pulgas com sede, há inúmeras pequenas criaturas que acreditam que o seu quarto oferece um banquete em grande estilo.

Medindo entre 1 e 7 milímetros de comprimento, os percevejos são de uma cor marrom-avermelhada e ligeiramente achatados. Eles se alimentam a noite quando você está dormindo, e liberam uma espécie de anestésico ao morder. Se você começar a acordar com pequenas inflamações e pruridos, pode ser um primeiro sinal de que você tem hóspedes que não foram convidados.

Os percevejos viajam de um local ao outro dentro de roupas ou escondidos dentro de bolsas e malas. É claro que eles não vivem apenas nos quartos. Eles também são frequentemente encontrados em cinemas, escritórios e lojas de departamento que vendem roupas. Qualquer lugar fechado em que você esteja pode ser um potencial foco de percevejos e sua presença está se espalhando tanto que a Agência de Proteção Ambiental (EPA) está chamando a atenção do mundo para o crescimento alarmante dos mesmos.

Percevejos são também pequenos e pacientes vampiros. Os adultos podem sobreviver sem uma refeição por mais de um ano, então, não ache que trancar a porta de seu quarto com eles dentro por algumas semanas irá matá-los de fome. Eles também podem se esconder atrás do papel de parede ou embaixo de tapetes. E aqueles que não se importam em serem vistos a olhos nu, são provavelmente os mais rápidos.

Se você acha que sua casa está infestada de percevejos, verifique as costuras de seu sofá e colchão e procure por pequenos pontos marrons-avermelhados. Dê uma olhada também nos lençóis e fronhas. Se mesmo assim você não encontrar nada, não significa que eles não estejam por lá. Você também precisa dar uma olhada na cabeceira da cama, laterais dos móveis e até mesmo nos rodapés. Encontrar uma espécie viva pode ser um desafio já que eles costumam passar o dia inteiro bem escondidos, mas exoesqueletos descartados que parecem mosquitos dissecados e pequenas manchas que podem ser suas fezes podem ser detectados, se você olhar com bastante cuidado.

Você também pode ser capaz de sentir um leve cheiro de mofo no ar, ou ainda um cheiro doce perto da sua cama. Outra opção é comprar fitas adesivas e pregá-las no chão ao redor da sua cama. De manhã, ao acordar, verifique quantos foram pegos pela fita e tenha uma noção do tamanho da infestação.

As mordidas de percevejos podem coçar pra burro, mas os percevejos não transmitem doenças. E já que você está à caça deles, este pode ser um pequeno conforto.

Se você já ouviu aquele zumbido irritante no seu ouvido  assim que começou a dormir e descobriu uma ou duas picadas de mosquito no seu rosto ou braços na manhã seguinte, você não está sozinho. Há mais de 2.700 espécies de mosquitos ao redor do mundo. Ao contrário dos percevejos, os mosquitos podem transmitir doenças graves como encefalite, febre amarela e malária. Para manter a população de mosquitos sob controle, muitos países têm programas para acabar com a água parada em vasos, valas e poças – ambiente ideal para a reprodução dos mesmos.

 

Você sabia?

Se você descobriu que sua casa realmente está infestada
de percevejos, aqui vão algumas recomendações de várias coisas que você
pode fazer para se ver livre deles:

– mantenha as áreas ao redor da cama limpas e organizadas
– lave toda a roupa de cama com água bem quente
– use produtos não químicos como terra de diatomácea
– só use pesticidas que sejam aprovados para uso interno
– aplique calor nas áreas afetadas
– inspecione as áreas tratadas regularmente pregando fitas adesivas

Só as fêmeas dos mosquitos mordem e elas podem encontrar suas vítimas de várias maneiras. Elas seguem pistas visuais detectando movimentos e distinguindo variações de cor. Se você estiver simplesmente andando e não se confundir com o local ou paisagem, pode virar uma refeição. Elas também detectam dióxido de carbono e ácido lático na respiração a uma distância de mais de 100 metros. Se você estiver respirando, pode ser o próximo alvo. Elas também podem sentir o seu calor e o suor. A boa notícia é que você pode manter os mosquitos para fora de casa se você for aplicado. A má notícia é que se eles não saírem, você provavelmente se tornará um belo buffet.

 

Fonte: http://ciencia.hsw.uol.com.br/mosquitos-quarto2.htm

Deixe seu comentário

39 + = 48