A mosca da canção de Raul

A mosca da canção de Raul

“Eu sou a mosca que pousou em sua sopa/ eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar”. Familiar, não? Estes versos, conhecidíssimos na voz de Raul Seixas foi lançada em 1973 e até hoje é ouvida por aí. A mosca da historinha da música é chata, gulosa, intrometida e imune até mesmo à dedetização.

 

Como toda grande canção, há sobre esta uma discussão sem fim sobre o real significado da letra. A explicação mais comum é a de que a letra, na história da música, representa a dinâmica social nas décadas de ditadura militar no Brasil. A sopa é uma metáfora para a força opressora dos militares e a mosca, o povo que luta contra a repressão.

 

Entre uma versão e outra sobre as intenções do letrista, a verdade, no fim, é a de que a música ainda está muito presente na mente das pessoas.

 

Com informações do site História Digital

Deixe seu comentário

1 + 9 =